10 métricas de marketing digital que podem garantir resultados melhores para sua campanha

métricas de marketing digital

Com a constante mudança do cenário atual dos negócios, é cada vez mais importante saber mensurar os resultados do Marketing Digital, para torná-lo sempre o mais eficaz possível. Porém, neste ecossistema de métricas de Marketing Digital, cada ferramenta disponível usada para captar e mensurar dados possui seus próprios métodos de análises, bem como cada negócio tem objetivos únicos que devem ser levados em conta durante os relatórios.

Apesar da facilidade de acesso aos dados, há uma dificuldade em filtrar quais são necessários para que as métricas de Marketing Digital sejam analisadas com eficiência. Ou seja, uma escolha errada aqui pode acarretar em insights errôneos, que geram ações e campanhas sem relevância e, por fim, acabam gastando tempo e dinheiro.

10 métricas de marketing digital que podem garantir resultados melhores para sua campanha

Além dessa dificuldade, há também uma obsessão pelas chamadas “métricas de vaidade”, que, basicamente, não oferecem um valor agregado ao negócio, muito menos um retorno concreto. Alguns exemplos destas métricas são o número de curtidas no Facebook ou visualizações no YouTube, que apenas são valiosas se estiverem, de fato, atreladas a algum tipo de monetização. Do contrário, estão ocupando espaço no relatório, indicando caminhos errados e gerando ideais vazias.

Assim, para que você saiba quais mensurações influenciam no crescimento do seu negócio e possam gerar uma receita de forma mais direta e assertiva, separamos neste texto 10 métricas de Marketing Digital que podem garantir resultados melhores.

1) Tráfego geral, fontes de tráfego e dispositivos usados

Saber identificar mudanças significativas no fluxo de tráfego do seu site pode garantir insights úteis se esforços específicos do Marketing Digital estão funcionando. Porém, a métrica relacionada ao tráfego de visitas no site só é valiosa quando aprofundada e comparada entre si.

Ou seja, não foque apenas na quantidade de visualizações ou em picos de acesso. Mas também em: quantidade de visitantes únicos que cada página recebe, de onde vem cada tráfego (fonte de tráfego como busca orgânica, busca paga, sites de terceiros, mídias sociais, tráfego direto, etc), quais são as principais fontes, e até quais os dispositivos que estão sendo usados pelos visitantes (se é um computador, o celular ou um tablet, por exemplo.

Estes dados unificados e comparados entre si forma a métrica do tráfego e podem ajudar você a entender como o negócio deve ser estruturado e planejado para que gere mais visitas, melhor engajamento dos usuários, maior taxa de geração de leads e, consequentemente, maior lucro a partir de ações e compras.

2) Taxa de Cliques (CTR)

O CTR (ou Clickthrough Rates) nada mais é do que o número de cliques que o anúncio de uma campanha recebe, dividido pelo número de vezes que ele é exibido (ou “impressões”). O resultado deve ser expresso em porcentagem, por exemplo: três cliques e mil impressões, o CTR seria de 0,3%.

10 métricas de marketing digital que podem garantir resultados melhores para sua campanha

Aqui é importante lembrar que, sendo uma métrica de Marketing Digital, novamente o CTR não deve ser analisado de forma isolada. Afinal, sozinha, esta taxa não quer dizer nada sobre o resultado de uma campanha, pois o clique é significa uma intenção, e não uma conversão.  

Porém, ela é de grande importância quando se é necessário analisar a eficiência de uma campanha publicitária online, revelando se o anúncio está ou não gerando interesse no usuário.

3) Taxa de Conversão (CVR)

Já esta taxa vai além do CTR, explicado acima, e consegue calcular efetivamente quantos dos visitantes totais do site são convertidos em leads (quando o usuário preenche um formulário) ou vendas (quando o usuário efetua a ação final lucrativa, como uma compra ou assinatura de um serviço). Esta é uma das métricas de Marketing Digital mais valiosas, justamente porque indica um resultado concreto.

Independente da meta do negócio e do site, o CVR consegue monitorar como está a conversão de usuários em clientes, ou seja, quantos dos visitantes totais estão sendo convencidos pelas estratégias de Marketing e atingindo o objetivo final.

4) Custo por Lead (CPL)

A geração de leads é algo muito importante para que o negócio possa direcionar campanhas personalizadas e segmentadas para que os usuários da lista de leads qualificados e com intenção de compra, de fato, efetuem uma compra.

Junto da taxa de geração de leads, é importante também acompanhar o Custo por Lead (CPL), uma métrica que define o quanto está custando ao Marketing essa conversão de leads, apontando para a empresa se a campanha está sendo, ou não, rentável.

5) Taxa de Rejeição (Bounce Rate)

Esta taxa, expressa em porcentagem, indica quantos visitantes acessaram uma página do site e, em seguida, saíram, sem dar continuidade à navegação para uma próxima página. Cada vez que isso acontece, uma “rejeição” é contabiliza.

Ao acompanhar este índice, a empresa conseguirá gerar informações sobre a eficácia de mensagens e call to action contidas no site. Além disso, esta é uma métrica que pode ser analisada com outras a seguir, visualização, retorno e tempo de permanência dos visitantes no site, visando identificar quais as páginas que possuem mais probabilidade de os usuários saírem e como fazer para otimizá-las.

6) Taxa de Visualização por Visitante (ou pageviews)

Apesar de ser uma das métricas mais simples e comuns no relatório, não devemos deixá-la de lado. Afinal, gerar um bom fluxo de tráfego para o site é um dos mais importantes resultados que uma campanha de Marketing Digital deve buscar.

Cada visitante que entra no site tem duas opções: visualizar apenas uma página e sair (conforme contabiliza a Taxa de Rejeição acima), ou permanecer no site e visualizar outras páginas (um dos objetivos de todos os sites da internet). Quanto mais visualizações forem geradas, maior é o potencial de engajamento e também de conversão de leads.

Uma última dica desta métrica de Marketing Digital é que, assim como outras nesta lista, ela possui melhor aproveitamento se analisa em conjunto com outros índices, já que olhar apenas o número de pageviews pode gerar significados nem sempre corretos.

7) Tempo de Permanência

Outra métrica importante para ser analisada em conjunto com as apresentadas acima é o tempo de permanência do usuário no site. Esta métrica pode indicar duas coisas: se o tempo for alto, pode tanto significa engajamento quanto dúvidas e dificuldades na navegação.

Por isso, é sempre importante aprofundar este dado e entender quais são as páginas de maior permanência, se elas estão atualizadas, se elas possuem interação e se os dados, no geral, possuem algum pico que contradiz o restante da análise.

8) Índice de Retorno de Visitantes

Algo importante de se notar quando for analisar as métricas de Marketing Digital é que a popularidade de um site não é baseada apenas na quantidade de tráfego ou pageviews. Uma métrica tão importante quanto é o Índice de retorno de visitantes, ou seja, a quantidade de visitantes que decidem voltar ao site, conferir as mesmas páginas ou navegar por áreas novas.

10 métricas de marketing digital que podem garantir resultados melhores para sua campanha

Com estes dados, é possível avaliar se os conteúdos no site são revelantes para o público alvo. Isso porque, se o número de tráfego for alto demais, porém poucos usuários estão retornando, então quer dizer que, apesar da campanha que possui o objetivo de chamar pessoas para o site estar funcionando, o site em si não está apresentando algo interessante para fazer o público se engajar.

9) Retorno Sobre Investimento (ROI)

Uma das principais métricas de Marketing Digital, o ROI é essencial para saber se, de fato, todos os dados coletados e as campanhas realizadas estão gerando algum resultado. Para poder visualizar esse balança e se ele é positivo, a métrica de Retorno sobre Investimento é crucial e deve ser usada pela equipe de Marketing para tomar decisões e realizar ações.

10) Custo de Aquisição de Clientes

Por fim, outra métrica que está conectada com a verba e os esforços do Marketing é o Custo de Aquisição de Clientes (ou, em inglês, Costumer Acquisition Cost). Assim como o índice de Custo por Lead, esse oferece maior controle à equipe.

Para poder calculá-lo, é preciso considerar os esforços realizados para trazer novos usuários para a base de clientes potenciais. Comparando o dinheiro gasto aqui com o tamanho e qualidade desta base, é possível identificar se a estratégia operacional do Marketing está sendo rentável, se está custando muito e gerando pouco resultado, ou até se há espaço para investir ainda mais. Novamente, esta é também uma métrica que poderá ajudar a direcionar e embasar novos caminhos e ações no Marketing Digital.

10 métricas de marketing digital que podem garantir resultados melhores para sua campanha

Faça um comentário!