Como utilizar dados com inteligência para montar sua campanha

CARDS-BLOG-2

Profissionais de marketing digital têm hoje em dia uma grande gama de dados disponíveis, saber utilizá-los ao montar campanhas é fundamental para tomar as melhores decisões e obter os melhores resultados possíveis, aumentando o ROI de marketing digital. Entenda como usar esses dados com inteligência se relacionam com a nova forma de fazer marketing, uma arte que vamos entender melhor ao longo desse texto. 

 Vários dispositivos significam mais dados

A mudança de comportamento dos usuários afetou o modo que os profissionais de marketing enxergam os seus consumidores, se antes havia um computador pessoal, muitas vezes dividido entre vários membros de uma mesma família, agora temos usuários com múltiplos dispositivos: smartphones, tablets, notebook, smart tv’s e uma outra infinidade de equipamentos conectados à internet. Com isso, empresas possuem dados de entrada de múltiplos canais, o que acaba impactando nos bancos de dados das empresas, que possuem mais perfis que clientes. Por isso, é necessário estar atento às possibilidade de publicidade em vários canais, atingindo o público-alvo no momento exato do seu interesse através de determinado produto ou conteúdo.

Como utilizar dados com inteligência para montar sua campanha

Entretanto, há um problema para criação de campanhas desse tipo, se o seus dados não são integrados, um anúncio que impacte o cliente através do celular, mas que gere uma conversão através do desktop ou em uma visita presencial a um ponto de venda pode parecer fraca, já que não há como comprovar a eficácia daquele esforço de comunicação. Com isso, sua campanha poderá ter problemas na hora de ser otimizada e apresentar resultados concretos.

Criatividade dinâmica (Dynamic Creative) é chave para anúncios personalizados

Quase qualquer campanha em mídia programática hoje usa quantidades massivas de dados e algoritmos extraordinariamente sofisticados para decidir se entregam um anúncio ou não. Porém, existem poucas campanhas fora do redirecionamento de site que usam dados e os aplicam a customização de anúncios. Muito disso vem das dificuldades do mundo da publicidade digital: agências criativas são separadas das organizações que compram mídia.

Como utilizar dados com inteligência para montar sua campanhaIsso dito, você não precisa ser um grande varejista com milhões de produtos para utilizar criatividade dinâmica. Anunciantes de pequenos a médio porte também podem tirar vantagem de dados para ajudar a customizar suas mensagens criativas, criando uma experiência de marketing mais personalizada, o que no fim das contas vai levar aos melhores resultados.

Não dependa demais da taxa de cliques (CTR) como uma métrica

Se você pedir um algoritmo para aperfeiçoar para um objetivo de CTR (taxa de cliques), ele irá melhorar para os consumidores que clicam mais frequentemente. Isso é apenas uma seção arbitrária do público geral, o mesmo que pessoas com cabelo preto, aqueles que têm 1,80m, ou as pessoas de Salvador, Bahia. Essas pessoas podem ou não ter algo em comum com os seus melhores clientes.

Tem sido visto um colapso na jornada de compra de um consumidor, o processo tem se tornado bagunçado e difícil de acompanhar. O que ainda não aconteceu é o uso de campanhas dinâmicas que passam de conscientização para compra. O setor de publicidade digital ainda está sob o pressuposto que estratégias de campanha devem ser separadas: minha campanha de branding vai passar aqui, minha campanha no mercado vai passar ali, e eu vou usar o redirecionamento para fechar o negócio.

Como utilizar dados com inteligência para montar sua campanha

O futuro do setor é combinar essas estratégias separadas em uma. A tecnologia irá inferir pelas ações que você toma onde você está em seu processo de tomar decisões. Muitas companhias podem fazer isso por profissionais de marketing hoje, mas poucos realmente tiram vantagem disso.

Sabemos que no mundo digital alguns consumidores vão levar 30 minutos para tomar uma decisão enquanto outros vão levar 30 dias. Algumas pessoas vão apenas comprar online, enquanto outras preferem a experiência na loja. A maioria das pessoas será vista online e offline em diversos aparelhos.

Dados e informação de dispositivos podem ser usadas para se descobrir qual anúncio apresentar e qual deve ser a mensagem. Isso pode ser totalmente automatizado do começo ao fim, mas você sempre precisará de um parceiro para ter certeza que a medição, análise e mensagens fazem sentido juntos, funcionando em harmonia. Essa é a arte.

Faça um comentário!