A Zygon, AdTech brasileira com sede em Salvador, foi selecionada para o programa Scale Up da Endeavor. Trata-se de um processo de aceleração direcionado para empresas inovadoras, que tenham crescido de forma rápida nos últimos anos e que tenham potencial de alavancar esse crescimento nos próximos anos.

Enquanto uma startup é entendida como uma empresa em busca de um novo modelo de negócios e com alto grau inviabilidade, uma Scale-up é uma companhia que já possui um modelo com sucesso comprovado e alta capacidade de escalar (crescer) a curto prazo,  provocando impacto positivo em todo seu setor.

A Endeavor é uma das maiores organizações mundiais de fomento ao empreendedorismo e o seu programa de aceleração de empresas, o Scale Up Endeavor, é o mais concorrido do Brasil. Na edição deste ano, cerca de mil empresas nordestinas se inscreveram e apenas as 15 mais promissoras foram selecionadas. Delas, 11 possuem sede em Pernambuco, 1 na Paraíba e 3 na Bahia.

“Estamos desenvolvendo o nosso negócio enquanto desenvolvemos um mercado novo, o de Mídia Programática. Temos compromisso em crescer de forma consistente, acelerada e sustentável. Ser selecionado para este programa é a prova de que estamos conseguindo isso e também dá base para alavancarmos esse processo”  afirmou Lucas Reis, CEO da Zygon.

Fases do Programa

O Programa tem duração de 7 meses e o seu objetivo principal é auxiliar as empresas participantes a identificar e sanar os gargalos de crescimento, bem como ajudá-las a potencializarem seus pontos fortes, que podem acelerar o seu crescimento.

A metodologia usada é focada em mentorias com executivos e empresários de alto nível, de empresas de diferentes setores, portes e grau de maturidade, mas igualmente ambiciosas e

eficientes.

Cada selecionada é acompanhada por um mentor-padrinho, escolhido de acordo com o principal desafio de crescimento da empresa, como Planejamento Estratégico, Acesso a Capital, Vendas, Recrutamento ou Desenvolvimento de Produto.

A Rede Endeavor é composta por alguns dos mais bem-sucedidos e importantes empresários

brasileiros, como Jorge Paulo Lemann, dono da maior cervejaria do mundo, a AB Inbev e sócio da 3G Capital, que controla marcas como a Heinz, Lacta e Trident, “conhecido por sua capacidade de melhorar as operações e reduzir os custos” segundo o jornal Americano The Washington Post.

Além dele, outros empreendedores importantes fazem parte da Rede, como Carlos Alberto Sicupira, também sócio da Ab Inbev e presidente do Conselho Administrativo das Lojas Americanas, e o presidente do Conselho da Endeavor, Fábio Barbosa, que presidiu o Grupo Santander Brasil, a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) e o Grupo Abril S/A.

Além da mentoria, o programa promove uma rede colaborativa entre as empresas atualmente participantes e outras que já passaram por ele, criando um ambiente propício para parcerias comerciais, empresariais e troca de experiências.

Entre as empresas de destaque que já foram Scale Up Endeavor estão o Mercado Livre, a maior plataforma de compra e venda online da América Latina, a Resultados Digitais, criadora do RD Station, um software de marketing digital voltado a pequenas e médias empresas, e a Rock Content, a maior empresa de Marketing de Conteúdo da América Latina.

Visão de futuro e novos negócios

A participação da Zygon no Scale Up ocorre num cenário em que a indústria de mídia programática deverá movimentar mais de R$ 65 milhões apenas no mercado americano em 2020, ao passar a negociar anúncios em TVs, rádios online e mídia exterior.

No Brasil, apenas em 2018, cerca de R$ 5 bilhões devem ser transacionados de forma programática, representando apenas 3% do mercado publicitário nacional, segundo o Kantar Ibope Media. Essa participação pequena mostra o potencial do setor no Brasil, oferecendo oportunidades para empresas inovadoras.

Assim, a Zygon pretende realizar novos investimentos e diversificar o seu pool de negócios ainda esse ano, ampliando sua atuação geográfica e dentro da cadeia da programática, oferecendo soluções de trading (compra e venda de inventário), bem como dados, criativos, AdServer, visualização de dados e Business Intelligence, num modelo One Stop Shop.

O objetivo da Adtech é preencher os gaps que o mercado brasileiro de mídia programática apresenta, contribuindo para o amadurecimento do setor e trazendo para anunciantes, veículos e agências o mais alto nível das soluções de automação e orientação por dados na área de mídia digital.