4 táticas de mídia programática para vender mais online

4 táticas de mídia programática para vender mais online

O ecommerce cresceu mais de 70% no Brasil em 2020 e deve crescer cerca de 30% em 2021. 6 milhões de brasileiros fizeram sua primeira compra online no ano passado e absorveram esse novo hábito na rotina: Compras pela internet

Escrito por
iwwa

O ecommerce cresceu mais de 70% no Brasil em 2020 e deve crescer cerca de 30% em 2021. 6 milhões de brasileiros fizeram sua primeira compra online no ano passado e absorveram esse novo hábito na rotina: Agora, mas de 40 milhões de brasileiros fazem compras pela internet com alguma frequência.. Mas se, por um lado, há muitos clientes, também há muitos concorrentes. Várias lojas on e offline, de diferentes segmentos, anunciam suas ofertas na internet para gerar vendas. O aumento da concorrência pode aumentar custos e diminuir a rentabilidade no comércio eletrônico. Para evitar isso, você pode usar algumas táticas simples em suas campanhas de mídia programática para tornar seus anúncios mais eficientes.

São elas:

1) GEOLOCALIZAÇÃO: anuncie pra quem está perto da loja
Se você tem uma loja física, direcione suas ofertas para usuários que estiverem nos arredores do seu ponto de venda. Além disso, anuncie para quem está próximo da loja da concorrência, tentando atrair esse público para você. Nesse caso, destaque um diferencial, como um produto com um preço muito baixo ou uma condição de pagamento facilitada. Assim, alguém que está perto do concorrente, pode preferir ir até você.

2) INTENÇÃO DE COMPRA – anuncie pra quem está perto de fechar a compra

Nas plataformas de mídia programática, você consegue segmentar apenas pessoas que estão com alta intenção de comprar um produto. Normalmente, acaba sendo um pouco mais caro impactar esse público, mas vale a pena, pois você tende a fazer mais vendas. Interessante diferenciar intenção de interesse: alguém pode ter interesse em notebooks (pois acompanha lançamentos, por exemplo), mas não ter intenção de comprar um novo. Na Black Friday, priorize segmentar por intenção de compra, exibindo no anúncio sempre o produto relacionado à intenção do usuário (se ele(a) quer comprar um notebook, seu anúncio deve apresentar a oferta de um notebook).

3) ANÚNCIOS DINÂMICOS – o anúncio certo, pro público certo

É natural que sua loja tenha muitas ofertas e que você tenha dúvidas sobre quais anunciar. Por isso, use as ferramentas de anúncios dinâmicos nas plataformas de mídia programática. Com ela, você faz com que cada peça seja montada automaticamente. Além disso, você pode criar personalizações. Por exemplo, se um usuário está interessado em celulares, e você vende celular, seu anúncio exibirá automaticamente suas ofertas de celulares. Essa personalização tende a aumentar as suas vendas na Black Friday, já que poderá exibir mais ofertas, mantendo adequação ao interesse do público.

4) RETARGETING – anuncie mais pra quem já teve contato contigo

Se um usuário já acessou a página de um produto, ele tem mais chance de comprá-lo em sua loja. Entretanto, mais de 90% dos usuários não compram na primeira visita. Por isso, o retargeting é importante. Essa tática consiste em exibir mais anúncios para quem acabou de acessar seu site. Você deve usá-lo intensamente e de forma inteligente. Primeiro, definindo um período curto para sua lista de retargeting, como 2 dias ou, até, poucas horas. Você precisa aproveitar o momento em que o usuário está com seu produto na cabeça. Além disso, você deve montar essa lista com base no comportamento do usuário: se ele visitou só a home, tem menos chance de comprar. Se viu a página de produto, a chance é maior. Se colocou no carrinho, maior ainda. Caso tenha chegado a página de checkout, a chance é extremamente alta. Por isso, o ideal é ter, ao menos, uma lista de retargeting para cada comportamento desse.

Essas 4 táticas simples de mídia programática devem aumentar muito as vendas do seu ecommerce, além de gerar uma boa experiência ao usuário, ao receber ofertas mais relevante, no momento adequado.

Outros conteúdos

Mídia Digital: a carreira mais demandada num mercado de R$ 30 bilhões

Conheça os detalhes e as características deste profissional.

A Mulher na Tecnologia: Quais são as dores dessas profissionais?
Dica de Livro: Storytelling com Dados, de Cole Nussbaumer Knaflic

Quem procura um manual de como usar dados para apresentar ideias, conclusões, argumentos e sugerir ações, encontra neste livro exatamente o que precisa.

DATA WAREHOUSE DE MARKETING: O que é, como funciona, quais ganhos gera e como implementar

Todo profissional de marketing precisa lidar com dados que estão em plataformas distintas. Uma parte no Google Analytics, outra no Facebook Ads, outra no seu CRM… e assim vai.

Como usar banners para aumentar vendas no ecommerce

Se você trabalha com comércio eletrônico, mas ainda não está fazendo campanhas de banners em sites, portais, blogs e apps, está perdendo uma grande oportunidade de aumentar seu volume de vendas.

Entenda como proteger a sua marca online utilizando Brand Safety – Baixe gratuitamente nosso relatório e confira!

Nos últimos anos, fake news se tornou uma pauta frequente nos veículos de comunicação, agências de comunicação, empresas de tecnologia, e também nas organizações.

Usar criptomoedas em mídias digitais já é realidade! – Saiba mais sobre essa tendência e baixe o relatório.

O uso de criptomoedas pode parecer distante da realidade de muitos ainda, mas isso não é verdade. De acordo com um estudo realizado pela Chainalysis, foi apontado que o Brasil é o país da América Latina que teve o maior lucro em 2020.

Zygon abre 30 vagas para trabalho remoto

A Zygon, adtech especializada em marketing digital com soluções de análise de dados e mídia programática, anuncia a abertura de 30 vagas de trabalho, todas serão permanentemente para home office/remoto, mesmo após o fim das medidas de isolamento social.

Ver todos