Dica de Livro: Storytelling com Dados, de Cole Nussbaumer Knaflic

Dica de Livro: Storytelling com Dados, de Cole Nussbaumer Knaflic

Quem procura um manual de como usar dados para apresentar ideias, conclusões, argumentos e sugerir ações, encontra neste livro exatamente o que precisa.

Escrito por
iwwa

Quem procura um manual de como usar dados para apresentar ideias, conclusões, argumentos e sugerir ações, encontra neste livro exatamente o que precisa. Em Storytelling com Dados, Cole Nussbaumer sai da discussão mais técnica sobre análise e visualização de dados, indo para o propósito de se fazer isso.

Dados são exibidos para que se chegue a um entendimento e se vá para a ação. Isso não pode sair da cabeça do analista de dados, que, por vezes, se perde no arsenal de ferramentas e recursos disponíveis. Todos eles são meios para um fim, que é melhorar a compreensão de fenômenos e tomar decisões mais efetivas.

Para fazer visualizações de dados melhores, a autora aponta seis lições. São elas:

1 – A importância do contexto: antes de tudo, é importante ter claro quem é o público que verá os dados e o que se espera que ele faça. Se é uma apresentação para a diretoria de marketing de um cliente e se espera que ele aprove um novo aporte em uma campanha de mídia programática, é preciso ter isso em mente antes de criar as visualizações.

2 – A escolha de um visual eficaz: gráficos de linhas são bons para mostrar tendências, barras verticais para comparativos e texto simples para destacar uma informação. Não é recomendado usar gráficos de pizza ou efeito 3 D num painel, pois eles tornam difícil perceber as variações.

3 – A saturação é sua inimiga: quando se quer comunicar algo, menos é mais. Ao invés de entulhar legendas, cores e gráficos, é importante ter claro o que é essencial ali, onde se quer que o público preste atenção? Daí, deve-se tirar todos os elementos dispersivos.

4 – Focalize a atenção do seu público: aqui, a autora fala sobre atributos pré-atentivos, que ajudam a direcionar o foco das pessoas, e de como se deve usar cores de forma muito parcimoniosa e estratégica para destacar algo.

5 – Pense como um designer: tudo que esteja numa visualização de dados deve ter uma função e estar numa forma adequada. Por exemplo, se houver um filtro de data, precisa estar claro como ele funciona (as pessoas associam datas a calendários, por exemplo).

6 – Storytelling: um painel de visualização de dados deve contar uma história. Isso precisa ficar claro para quem está fazendo o dashboard e ser perceptível para quem o vê. A autora apresenta técnicas de storytelling, das mais simples (como a aristotélica regra de que uma história deve ter começo, meio e fim) às mais modernas, como a do storyboard inverso e a big idea.

No final do livro, a autora apresenta estudos de casos, para exemplificar a aplicação desses conceitos na prática e sugere que a forma mais eficiente de se aprender algo é exercitando.

Todo o livro é muito bem diagramado e ilustrado, escrito de maneira leve e consistente. É um livro técnico, mas gostoso de ler. Serve tanto para uma leitura descompromissada, num horário de descanso, como para ter na mesa de trabalho para consultar na hora de criar uma visualização de dados.

LIVRO – Storytelling com dados: um guia sobre visualização de dados para profissionais de negócios
AUTOR – Cole Nussbaumer Knaflic
PÁGINAS – 256
ONDE COMPRAR – Storytelling com dados

Outros conteúdos

Mídia Digital: a carreira mais demandada num mercado de R$ 30 bilhões

Conheça os detalhes e as características deste profissional.

A Mulher na Tecnologia: Quais são as dores dessas profissionais?
4 táticas de mídia programática para vender mais online

O ecommerce cresceu mais de 70% no Brasil em 2020 e deve crescer cerca de 30% em 2021. 6 milhões de brasileiros fizeram sua primeira compra online no ano passado e absorveram esse novo hábito na rotina: Compras pela internet

DATA WAREHOUSE DE MARKETING: O que é, como funciona, quais ganhos gera e como implementar

Todo profissional de marketing precisa lidar com dados que estão em plataformas distintas. Uma parte no Google Analytics, outra no Facebook Ads, outra no seu CRM… e assim vai.

Como usar banners para aumentar vendas no ecommerce

Se você trabalha com comércio eletrônico, mas ainda não está fazendo campanhas de banners em sites, portais, blogs e apps, está perdendo uma grande oportunidade de aumentar seu volume de vendas.

Entenda como proteger a sua marca online utilizando Brand Safety – Baixe gratuitamente nosso relatório e confira!

Nos últimos anos, fake news se tornou uma pauta frequente nos veículos de comunicação, agências de comunicação, empresas de tecnologia, e também nas organizações.

Usar criptomoedas em mídias digitais já é realidade! – Saiba mais sobre essa tendência e baixe o relatório.

O uso de criptomoedas pode parecer distante da realidade de muitos ainda, mas isso não é verdade. De acordo com um estudo realizado pela Chainalysis, foi apontado que o Brasil é o país da América Latina que teve o maior lucro em 2020.

Zygon abre 30 vagas para trabalho remoto

A Zygon, adtech especializada em marketing digital com soluções de análise de dados e mídia programática, anuncia a abertura de 30 vagas de trabalho, todas serão permanentemente para home office/remoto, mesmo após o fim das medidas de isolamento social.

Ver todos